com o emagrecer depois da gravides

O que define as diferenças

individuais
A palavra “indivíduo” é definida como “a pessoa humana, considerada
em suas características particulares”. Isso significa que, apesar
da raça em comum, possuímos, sem exceção, diferenças físicas
e biológicas. Assim, o termo “gêmeos idênticos” não pode ser
considerado literalmente e o correto seria “gêmeos quase idênticos”.
Mas o que faz com que cada pessoa seja como é? Muitos fatores
podem explicar as características individuais:
n Genética: é o verdadeiro “documento de identidade” do ser
humano.
n Metabolismo: abrange o funcionamento de todos os órgãos e
seus componentes, desde uma única célula ao corpo humano
por inteiro.

Como emagrecer depois da cesária

n Meio ambiente: inclui aspectos como a cultura, educação, relações
interpessoais etc. como perder barriga depois do parto
n Estilo de vida: hábitos alimentares, atividade física, tabagismo,
alcoolismo, entre outros.
Tanto a obesidade quanto a desnutrição podem estar relacionadas
com um ou vários desses fatores. Apresentamos, a seguir, aspectos
como definição, causas, epidemiologia, conseqüências e tratamento
dessas doenças.
Obesidade
Definição
Obesidade é uma doença crônica caracterizada pelo excesso de
gordura corporal, que causa prejuízos à saúde do indivíduo. A obesidade
coincide com um aumento de peso, mas nem todo aumento
de peso está relacionado à obesidade, a exemplo de muitos atletas,
que são “pesados” devido à massa muscular e não adiposa.

como perder barriga

baixo peso menor que 18,5
normal 18,5 – 24,9
sobrepeso maior que 25
pré-obeso 25 – 29,9
obeso I 30 – 34,9
obeso II 35 – 39,9
obeso III Maior que 40
Classificação como perder peso depois da gravides
Existem diversas maneiras de classificar e diagnosticar a obesidade.
Uma das mais utilizadas atualmente baseia-se na gravidade do
excesso de peso, o que se faz através do cálculo do Índice de Massa
Corporal (IMC ou Índice de Quetelet), utilizando-se a seguinte
fórmula: como perder barriga depois da gravides
IMC = Peso atual (kg) / altura2 (m2 )
O uso do IMC é prático e simples e a sua aplicação é recomendada
para adultos. A avaliação da massa corporal em crianças e adolescentes
é feita através de tabelas que relacionam idade, peso e altura.
O IMC não é indicado nessas faixas etárias porque crianças e
adolescentes passam por rápidas alterações corporais decorrentes
do crescimento. A rede pública de saúde usa o “cartão da criança”
para verificar a adequação da altura e do peso até os 5 anos de
idade. O acompanhamento é feito nos postos de saúde.
A classificação a seguir mostra os diferentes graus de obesidade em adultos:
Classificação IMC(kg/m2)
Quanto maior for o IMC de uma pessoa, maior a chance dela morrer